Quinta-Feira, 06 de Junho de 2019
16 MIL ELEITORES JOAQUINENSES NÃO REALIZARAM O CADASTRAMENTO BIOMÉTRICO
O eleitor que não realizar a biometria perderá o título
Image title

O cadastro obrigatório da biometria no ciclo 2019/2020 terá que ser realizado por eleitores de 42 cidades da região de Ribeirão Preto, incluindo São Joaquim da Barra e Orlândia, a partir do mês de fevereiro, até o dia 19 de dezembro. Quem descumprir este prazo terá o título cancelado.


A chefe do cartório eleitoral de São Joaquim da Barra, Helena Filgueiras Vieira Silva, explica que a procura pelo recadastramento na cidade está abaixo do esperado. “Até o momento temos quase 16 mil eleitores que precisam realizar o cadastramento da biometria e ainda não procuraram o cartório para realizar o processo. Isso corresponde a mais da metade dos eleitores da cidade. Estamos convocando os moradores o quanto antes, e alertando para que não deixem para a última hora, isso evitará filas e congestionamentos”.




A lista inclui das cidades com cadastramento biométrico obrigatório inclui: Cajuru, Cássia dos Coqueiros, Colina, Dobrada, Jaborandi, Santa Cruz da Esperança, Aramina, Buritizal, Guariba, Igarapava, Luís Antônio, Morro Agudo, Pradópolis, Santa Rosa de Viterbo, Barretos, Barrinha, Batatais, Bebedouro, Brodowski, Cândido Rodrigues, Colômbia, Fernando Prestes, Guaíra, Ipuã, Ituverava, Jaboticabal, Jardinópolis, Monte Alto, Orlândia, Pirangi, Pitangueiras, Pontal, Santa Ernestina, São Joaquim da Barra, Serra Azul, Serrana, Sertãozinho, Taiaçu, Taiúva, Taquaral, Taquaritinga e Vista Alegre do Alto.


Ao todo, 12 municípios da região já contam com a biometria concluída: Altinópolis, Jeriquara, Rifaina, Sales Oliveira, Miguelópolis, Monte Azul Paulista, Santo Antônio da Alegria, Nuporanga, Guará, Terra Roxa, Pedregulho e Viradouro.


COMO FAZER?

De acordo com o TRE, o eleitor precisa fazer um agendamento para cadastrar a biometria. Caso não tenha acesso à internet, a opção é ir pessoalmente até o cartório eleitoral para escolher dia e horário.


A medida inclui 478 municípios de São Paulo, informou a Justiça. Sem o título, o cidadão fica impedido de votar, pedir passaporte, se inscrever em concursos públicos, pedir empréstimo em banco público ou renovar/fazer matrícula em instituições públicas de ensino.


O registro das digitais está disponível em todas as cidades paulistas e a meta do tribunal é concluir este processo até 2022. A recomendação para eleitores dos municípios deixados de fora da lista é para que também façam o cadastro, antes da obrigatoriedade.


Mais informações podem ser obtidas na Central de Atendimento ao Eleitor, no telefone 148. O número, entretanto, não pode ser usado para agendamento da biometria, destacou o tribunal.

Fonte: G1 e TVOZ


Image title
Image title



Fonte: Inside Vip





Anuncie


VEJA TAMBÉM


 
Eletropar