Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018
5 A 8 ANOS DE PRISÃO PARA QUEM DIRIGIR EMBRIAGADO
Combinação perigosa que aumenta o número de mortes durante o Carnaval
Image title

Com o Carnaval chegando, um assunto que entra muito em alta é a polêmica combinação de álcool e direção.

Foi publicada no mês de dezembro a lei que aumenta a pena contra motorista que dirigir alcoolizado ou sob o efeito de qualquer outra substância psicoativa. Agora as punições são mais rígidas para quem cometer homicídio ao volante. A pena passa a ser de reclusão de 5 a 8 anos, além da suspensão ou proibição do direito de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo. A nova regra entrará em vigor no mês de abril. 


A lei teve origem no projeto 5568/13, de autoria da deputada Keiko Ota (PSB-SP), que foi aprovado pela Câmara dos Deputados no começo de dezembro. Durante a votação, parlamentares argumentaram que a violência no trânsito é uma das principais causas de mortalidade entre os jovens no País.


Atualmente, as penas para crimes no trânsito são regidas prioritariamente pelo Código de Trânsito Brasileiro, mas também pelo Código Penal, Código de Processo Penal e Lei 9.099/1995. A pena prevista para casos que resultem em mortes atualmente varia de dois a quatro anos. Já em relação às ocorrências que tenham lesões como consequências, a pena passa do mínimo de um ano para dois a cinco anos.


Segundo um levantamento feito pelo movimento “Não Foi Acidente”, de 2009 até hoje, o final de 2017 foram registrados 460 mil casos de morte provocados por motoristas embriagados A Polícia Federal registrou no ano passado 106 pessoas mortes nas BRs do país nos primeiros quatro dias de Carnaval, 30% a mais que no mesmo período de 2016, quando foram contabilizadas 81 mortes. (fonte revista ISTO É).


Os números revelam a comprovada mistura perigosa que envolve bebida e direção, portanto, neste Carnaval, divirta-se com sabedoria e, mesmo ainda não sendo crime inafiançável, faça valer a tradicional frase: se beber não dirija!


Image title



Fonte: Inside Vip





Viena


VEJA TAMBÉM


 
Eletropar