Quarta-Feira, 12 de Junho de 2019
FEIJOADA DO BEM FOI SUCESSO MAIS UMA VEZ
Evento promovido por instituto de Orlândia assiste crianças e adolescentes em quatro cidades da região

O IORM – Instituto Oswaldo Ribeiro de Mendonça realizou no último sábado mais uma Feijoada do Bem, com participação de pessoas de toda a região.

Image title

Show de Mato Grosso e Mathias, clima era de nostalgia e romance


Em sua 14ª edição, o evento é o principal evento da agenda de promoções do IORM que de forma criativa, avança em sua missão de contribuir para o desenvolvimento de criança, adolescentes e jovens e suas famílias em quatro cidades da região: Orlândia, Guaíra, Ipuã e Miguelópolis. O Instituto contabiliza mais de 9 mil pessoas assistidas em seus projetos nas áreas de esportes, cultura, assistência social e qualificação para geração de renda, que são oferecidos gratuitamente.


A Feijoada reuniu pessoas de toda a região e também autoridades, que levaram seu entusiasmo e apoio ao IORM. Cada um levou sua melhor energia,  customizou seu abadá e compartilhou momentos inesquecíveis. Cada detalhe foi supervisionado pela fundadora do Instituto Oswaldo Ribeiro de Mendonça, nossa querida Josimara Ribeiro de Mendonça. Ela, que afastou-se da gestão do IORM, permanece como uma liderança do bem, um exemplo a ser seguido. Josimara é uma empreendedora social que coloca amor em todas as ações. O sucesso do evento contou com a participação mais que especial dos embaixadores do Bem, pessoas que não medem esforços e se dedicam ao IORM.


É possível dizer que a Feijoada foi show. O palco recebeu Os Bebel, a melhor roda de samba da região, formada há mais de 25 anos por um grupo de amigos de Orlândia que teve a incrível ideia de se reunir para tocar samba e pagode. Com as mãos pro alto, todo mundo cantou junto com a dupla “mais romântica do Brasil”, os pioneiros do sertanejo romântico Matogrosso e Mathias.



COREOGRAFIA


Durante todo o evento, o IORM reforçou sua razão de existir, emocionando os participantes da Feijoada. Três momentos foram pontos altos: a apresentação da coreografia As Maravilhas do Feijão.  As pessoas puderam acompanhar toda a vibração, beleza e técnica dos bailarinos da Usina da Dança, que fizeram sua apresentação inspirada no Feijão, também tema da Feijoada do Bem.

O alimento que é base da mesa brasileira foi o tema para falar da missão do IORM que é a construção de um mundo melhor.  Sob direção da coordenadora artística da Usina da Dança, Valéria Pazeto, a coreografia foi assinada por Márcia de Jesus, Caio Sousa, Diego Pradela e Vivian Vinha e ensaiada por Marina Andrade. A metáfora da Terra da Felicidade, declamada no início do número foi adaptada por Valéria Pazeto e Maria Júlia Pintar e narrada por  Maria Gomes de Paula, com as músicas Soul Bossa Nova, Canção de Quincy Jones e Feijão Maravilha. A montagem musical ficou a cargo de Katyúcia Maria de Paula e figurinos – Kaká Borelli, Marina Andrade, Maria Júlia Pintar, Júlia Oliveira, Sirlene Guerra.


Continua depois da publicidade



O IORM mantém entre seus professores, ensaiadores e coreógrafos, pessoas que formadas pela Usina da Dança, que foram alunos e hoje são profissionais, formando uma nova geração. O IORM tem a capacidade de transformar vidas. E para testemunhar a transformação promovida pelo Instituto, outro ponto alto de emoção foi a presença da ex-aluna Marília Pacor. “Há quatorze anos, o IORM faz a diferença, gera oportunidades, encaminha pessoas. O Instituto foi muito importante para mim. Precisamos ajudar o IORM a apoiar mais pessoas”, afirmou a ex-aluna da Usina da Dança, atualmente maquiadora profissional com formação superior em Estética.



PRESTANDO CONTAS


A reunião das pessoas em torno da Feijoada do Bem 2019 foi a oportunidade para o Instituto prestar contas do que foi realizado com as doações espontâneas recebidas de 33 pessoas em 2018: o custeio da mão de obra para cobertura da quadra de esportes do Castelinho, o Núcleo Cultural Oswaldo Ribeiro de Mendonça de Orlândia.


O IORM havia recebido da Central do Dízimo a doação da maior parte do material necessário à cobertura da quadra.

Na tela o agradecimento de alguns dos cem alunos das aulas gratuitas de vôlei e basquete oferecidas pelo Projeto Fábrica de Esporte na quadra do Castelinho,  uma área de 285 metros quadrados, que recebeu cobertura para o pé direito de seis metros de altura. A cobertura da quadra foi entregue no início de outubro de 2018. A cobertura bloqueia a incidência direta do sol o que contribui para atenuar o calor e que se transformou em um espaço multifuncional abrigando outros cem alunos do projeto Agenda Cultural.


A cada ano o IORM conta com a adesão de mais pessoas que chegam para somar. Este ano, o Instituto teve a grata surpresa de contar com uma doação da empresa SKF Durão, distribuidora da multinacional suíça de rolamentos.

A fundadora do IORM, Josimara Ribeiro de Mendonça recebeu do empresário Wagner Pizzo, presidente da SKF Durão o cheque que foi o resultado da campanha #TamoJunto entre seus distribuidores. O objetivo foi premiar uma instituição de projetos sociais para receber a doação de R$ 0,30 por correia SKF vendida.

Image title

Doação surpresa emocionou a todos


“Durante o período da campanha a Durão vendeu 120.700 peças e reconhecendo a seriedade do trabalho do Instituto Oswaldo Ribeiro de Mendonça indicamos o IORM para receber o prêmio de R$ 36.210,60.”, detalhou o empresário durante a entrega do cheque simbólico à fundadora do IORM.


“Não importa quanto ou de que forma esse apoio chega até o Instituto. O fundamental é que conseguimos criar uma grande mobilização na comunidade, uma verdadeira corrente do bem e as pessoas se envolvem, apoiam nosso trabalho, sensibilizam outras pessoas e crescemos juntos”, declara Josimara.



Ano que vem tem mais!




Fonte: Inside Vip





Anuncie


VEJA TAMBÉM


 
Eletropar