Quinta-Feira, 12 de Setembro de 2019
GREVE DOS CORREIOS
Greve atinge todos os estados do Brasil
Image title

Os funcionários dos Correios entraram em greve geral por tempo indeterminado. A greve foi decretada na noite desta terça-feira (10) em assembleias realizadas em diferentes estados do país.


A categoria quer impedir a redução dos salários e de benefícios, e é contra a privatização da estatal, que foi incluída no mês passado no programa de privatizações do governo Bolsonaro.


O reajuste salarial de 0,8% é um dos principais pontos reclamados pela categoria. No entanto, os trabalhadores querem também a reconsideração quanto a retirada de pais e mães do plano de saúde, melhores condições de trabalho e outros benefícios.


“A decisão foi uma exigência para defender os direitos conquistados em anos de lutas, os salários, os empregos, a estatal pública e o sustento da família”, afirmou em nota a Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect).


A federação informou que a greve foi decretada em São Paulo, Rio de Janeiro, Tocantins, Maranhão e na maioria dos estados do país. Em nota, a direção dos Correios informou ter participado de 10 encontros com os representantes dos trabalhadores para apresentar propostas dentro das condições possíveis, “considerando o prejuízo acumulado na ordem de R$ 3 bilhões”.


“O principal compromisso da direção dos Correios é conferir à sociedade uma empresa sustentável. Por isso, a estatal conta com os empregados no trabalho de recuperação financeira da empresa e no atendimento à população”, informou a estatal.



Apesar da suspensão de parte dos serviços, os Correios afirmam que a rede de atendimento está aberta em todo o país e que serviços como "SEDEX e PAC continuam sendo postados e entregues em todos os municípios". Para mais informações, os clientes podem entrar em contato pelo telefone 0800 725 0100.


A estatal informou ainda que já colocou em prática o chamado "Plano de Continuidade de Negócios "para minimizar os impactos da paralisação de funcionários à população. "Medidas como o deslocamento de empregados administrativos para auxiliar na operação, remanejamento de veículos e a realização de mutirões estão sendo adotadas", disse a empresa.


NA MICRORREGIÃO DE SÃO JOAQUIM DA BARRA

Mesmo com o funcionamento normal das agências da microrregião, com a adesão da central reguladora de Ribeirão Preto, poucas encomendas estão sendo transferidas e a maioria fica retida, prejudicando o serviço de entregas. “Elas ficam paradas em Ribeirão Preto e São Paulo, não chegam até os centros de distribuição menores. Com isso, o serviço fica boa parte estagnado” informou a central do Correios de Nuporanga.


Em São Joaquim da Barra o serviço de pacotes está funcionando normalmente, já os carteiros estão paralisados. Em Orlândia e Sales as agências também estão abertas normalmente. 

Fonte: G1



Fonte: Inside Vip





Anuncie


VEJA TAMBÉM


 
Eletropar