POSSÍVEL ANTECIPAÇÃO DO FERIADO DE 9 DE JULHO TEM POUCA ADESÃO NA REGIÃO

Na capital, começa hoje (20) a megaparalisação de cinco dias



Começa hoje (20) a megaparalisação de cinco dias na cidade de São Paulo, provocada pela antecipação de dois feriados municipais. A medida tem como objetivo aumentar a taxa de isolamento para evitar o avanço do novo coronavírus.

Os deputados estaduais vão votar nesta quinta-feira (21), a partir das 14h30, em sessão extraordinária em ambiente virtual, a possível antecipação do feriado de 9 de julho para a próxima segunda (25). Ontem (19) votaram apenas o regime de urgência com 60 votos a favor e 21 contra. A antecipação do feriado do dia 9 de Julho poderá ser adotada por todos os municípios do estado, desde que os governos municipais resolvam aderir à proposta.

Em São Paulo, o rodízio municipal de veículos está suspenso até segunda-feira (25). Apesar dos feriados, os bancos funcionarão normalmente. A exceção é a Caixa Econômica Federal, que abrirá entre hoje e sábado (23), das 8h às 14h, para o pagamento do Auxílio Emergencial oferecido pelo governo federal. Por outro lado, comércios não essenciais permanecerão fechados, como vem ocorrendo desde o início da quarentena. Serviços como Detran, Poupatempo, Procon e postos de atendimento da concessionária Enel também estão sem funcionar há algumas semanas por conta da pandemia, o que será mantido ao longo do feriadão.

Na Educação, os alunos da rede municipal terão as aulas virtuais suspensas até segunda-feira. Na rede estadual de ensino, os conteúdos serão exibidos normalmente pelo CMSP (Centro de Mídias da Educação de São Paulo). Porém, a pasta esclarece que a participação não será obrigatória para os alunos dos municípios que tiverem feriado, já que os materiais serão reprisados posteriormente.


POUCA ADESÃO NO INTERIOR

As cidades da região não pretendem antecipar o feriado do dia 9 de Julho para a próxima segunda-feira (25).

Em São Joaquim da Barra, o prefeito Marcelo Mian informou que não deverá aderir à proposta estadual. “Eu não tenho a intenção de antecipar o feriado” informou.

Em Orlândia, a Prefeitura também informou que o feriado não deverá ser antecipado, assim como em Ituverava. 

Já a Prefeitura de Ribeirão Preto confirmou que descartou a possibilidade neste momento.  Em nota, a prefeitura informou que o Comitê Técnico de Contingenciamento da Covid-19 e o Grupo de Transição e Retomada pós-Covid-19 recomendaram que não houvesse mudança nas datas dos feriados. "Portanto, em Ribeirão Preto, os feriados permanecerão em suas datas originais", diz o texto.

Em Franca o setor de Recursos Humanos da Prefeitura informou que até o momento a decisão é incerta e a prefeitura ainda não possui um posicionamento a respeito da proposta estadual.

Fontes: Folha de SP /  G1 /  Prefeituras Municipais de São Joaquim da Barra, Orlândia e Franca 



GALERIA