DECRETOS NA REGIÃO PROÍBEM ALUGUEL DE RANCHOS, EDÍCULAS, MESAS E CADEIRAS

Cidades como São Joaquim da Barra, Orlândia, Morro Agudo e Ipuã têm tomado novas medidas para controlar o coronavírus



Algumas cidades da região têm tomado novas medidas para prevenir a propagação do coronavírus. Após Orlândia anunciar a possívelbarreira sanitária na entrada da cidade, São Joaquim da Barra publicou ontem (18) um decreto que proíbe o aluguel de ranchos e edículas na cidade a partir do dia 19 de junho.

No decreto também fica proibido o aluguel de mesas e cadeiras. Em Morro Agudo, para evitar aglomeração, a medida também foi acatada pela prefeitura municipal e já está em vigor. O descumprimento pode acarretar em multa.

No decreto joaquinense, ficam proibidos de abrir nos próximos dois domingos, (21 e 28 de junho) supermercados, micromercados, casas de carnes, açougues e similares. Em caso de descumprimento, haverá multa e, se houver nova infração, o estabelecimento poderá perder o alvará de funcionamento.


IPUÃ VOLTA ATRÁS NA PERMISSÃO PARA ABERTURA DE RESTAURANTES

Em Ipuã, a prefeitura havia decretado no dia 04 de junho a liberação para que restaurantes e lanchonetes pudessem oferecer atendimento com consumo no local, desde que respeitassem uma série de medidas, como o distanciamento entre as mesas e pessoas, e controle de fluxo no estabelecimento.

Porém, com o crescente número de casos de coronavírus na cidade, a prefeitura voltou atrás com a permissão e emitiu um novo decreto, no dia 05 de junho, excluindo o artigo que permitia o consumo no local, voltando apenas ao sistema de delivery.

De acordo com o último boletim divulgado, Ipuã conta com 52 casos confirmados e 02 óbitos por Covid-19. 



GALERIA