MESMO ANTES DO ANÚNCIO DO GOVERNADOR, PREFEITO DE RIBEIRÃO DIZ QUE DRS 13 IRÁ PARA FASE AMARELA

Segundo o prefeito Duarte Nogueira (PSDB), as 26 cidades da DRS 13 tiveram queda na ocupação de UTIs



O prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira (PSDB), anunciou ontem (6) que as 26 cidades da Diretoria Regional de Saúde (DRS 13) estão classificadas na fase amarela do Plano São Paulo. O anúncio oficial pelo governo do estado deverá ser feito hoje (7) em coletiva de imprensa, às 12h45, pelo governador João Doria (PSDB).

A região está desde o dia 15 de junho na fase vermelha, a mais restrita e que só permite a abertura de estabelecimentos considerados essenciais.

Com a mudança de fase, já esperada pela prefeitura, será permitida a reabertura de lojas, shoppings e galerias, concessionárias de veículos, escritórios, bares e restaurantes, salões de beleza e academias.


QUEDA NA OCUPAÇÃO DE UTIS

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Sandro Scarpelini, o avanço no plano de retomada econômica foi possível devido à queda para menos de 75% na ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na região. O item é o que tem maior peso na análise do comitê estadual de enfrentamento à pandemia.

"Na metade de julho, tínhamos 91% de taxa de ocupação de UTI e vem descendo. A partir de 1º de agosto, chegamos ao patamar de 73%. Isso está na curva do Plano SP. Mais do que reabertura da economia, isso significa que, nesse momento, temos condições de abrigar um caso grave rapidamente dentro um de leito de terapia intensiva", disse.

De acordo com o site leitoscovid.org, nesta quinta-feira, há 74 vagas livres de UTI exclusivas para pacientes com Covid-19 das 240 disponíveis só na cidade de Ribeirão Preto, índice de 69,17%.

No início de julho, o município, que é sede da regional e tem o Hospital das Clínicas (HC) como referência, atingiu uma situação crítica, com 99,4% das vagas ocupadas.

"O número de pacientes internados vem caindo. O percentual não está diminuindo só pelo aumento da capacidade hospitalar, mas são menos pessoas em situação grave. Do ponto de vista de taxa de ocupação, que é o que tem maior peso no plano SP, Ribeirão Preto já está na faixa verde", afirmou Nogueira.

Fonte: G1


GALERIA