SUMIÇO DO JOVEM WESLEY, DE FRANCA, COMPLETA 11 DIAS NESTA TERÇA-FEIRA

O garoto, de 13 anos, sumiu na sexta-feira (28) após sair para ir a um varejão e não foi mais visto



Nesta segunda-feira o desaparecimento do jovem Wesley, de Franca, completou 10 dias. A Polícia Civil investiga o sumiço do adolescente de 13 anos que saiu de casa na sexta-feira (28) para ir a um varejão e não foi mais visto.

Wesley mora com os pais no Jardim Aeroporto I. Na tarde de sexta-feira, câmeras de segurança registraram o momento em que o garoto foi visto no Jardim Flórida, região Sul da cidade, bairro vizinho ao da residência dele. Outras câmeras filmaram quando ele atravessou a Avenida Emílio Paludetto, no bairro Vila Real, e entrou em uma mata. Cerca de 15 minutos depois, ele foi filmado por câmeras de uma empresa ao lado da Rodovia Ronan Rocha, empurrando uma bicicleta. O vídeo mostra quando ele para, mas segue em direção a Patrocínio Paulista.
 


Com a ajuda de um cão farejador, a polícia e os bombeiros fizeram buscas na região, mas o adolescente não foi localizado até o momento.

No domingo, o pai de Wesley, que também se chama Wesley Pires Alves, concedeu uma entrevista ao portal GCN de Franca no próprio local das buscas, na zona rural próximo a porteira de uma fazenda nas proximidades da “Estrada da Pedreira”, entre Franca e Patrocínio Paulista.

O pai do menino conta que foi para o local no domingo após notícias de que seu filho estaria por ali acompanhado de outros garotos. Na região há vários casarões antigos abandonados. Durante a entrevista, o pai do garoto se emocionou e começou a chorar. “Não está nada fácil desde sexta-feira. Já entrei em mata, já entrei em buraco, já fui em tudo quanto é lugar. Não sei nada do meu filho... A polícia não faz nada. A única coisa que sabemos é que ele teria pego uma bicicleta na porta do bar. Depois disso, ele desapareceu. Já procurei naquelas matas, já fui em Cássia, em todas cidades da região. Não acho ele. Se alguém estiver acobertando ele, se pegaram ele pra bater e estão com ele guardado, eu peço de coração que soltem meu filho. Ele só tem 13 anos, só ficava em casa, não faz nada de errado” contou.

A Polícia segue com as investigações. Quem tiver alguma informação sobre o caso, pode entrar em contato com a PM pelo telefone 190.

 Acompanhe o portal de notícias da INSIDE para mais informações.



GALERIA