MINISTÉRIO PÚBLICO COBRA ESCLARECIMENTOS DE CRIMES AMBIENTAIS NA LAGOA DE TRATAMENTO DE ORLÂNDIA

Segundo a vereadora Márcia Belato, animais estão morrendo e esgoto tem sido jogado in natura no Ribeirão Agudo



Não é de hoje que a Lagoa de Tratamento de Orlândia é alvo de polêmicas e denúncias contra o meio ambiente. A vereadora Márcia Belato informou à INSIDE que recebeu resposta do Ministério Público após denúncias de crimes contra a fauna e flora cometidos na estação.

Em um vídeo que viralizou na região, tartarugas foram filmadas mortas nas três lagoas, que estão sendo desativadas, em consequência disso, os animais que habitam o local estão morrendo. “Tem muita tartaruga morta, tem lagarto tiú preso, sem conseguir escalar, ossadas de capivara, de cachorro... além de lixo e entulhos jogados por toda parte e emaranhados de fiação sem proteção” afirmou a vereadora.
 


De acordo com Márcia, o Ministério Público oficiou a Polícia para abrir inquérito de investigação, além de exigir do Departamento de Meio ambiente do Município a prestação de esclarecimentos. “Encaminhamos a denúncia através do promotor Dr. Daniel, responsável pela parte do meio ambiente. Mandei a denúncia até para o Ibama, Cetesb e Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, eles também me responderam” explicou.

Márcia diz ainda que por conta da desativação da estação de tratamento, Orlândia tem jogado esgoto in natura no Ribeirão Agudo. “São dois crimes contra o meio ambiente de uma só vez, o da fauna, com a morte dos animais e o da poluição com o esgoto”.

Acompanhe o portal de noticias da INSIDE e fique por dentro das atualizações do caso.

 



GALERIA