QUEM NÃO RECEBEU LIGAÇÃO PRECISA PROCURAR O INSS PARA FAZER AGENDAMENTO

Poderá ser feito a partir da próxima semana pelo site ou pelo aplicativo Meu INSS



O INSS informou ontem (24) que já realizou o reagendamento dos 8 mil segurados que, mesmo com horário marcado para perícia médica, deixaram de ser atendidos após a reabertura parcial das agências. Os segurados que tiveram hora marcada, mas não receberem a ligação do Instituto, não estão com telefone atualizado nos cadastros do INSS. Portanto, a recomendação é que procurem o INSS para fazer o agendamento. Isso poderá ser feito a partir da próxima semana pelo site ou pelo aplicativo Meu INSS.

A Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP) disse ontem que 141 agências já foram consideradas aptas e liberadas para atendimento em todo o país. Apesar da decisão judicial que permitiu o funcionamento das unidades consideradas inadequadas pelos peritos, a ANMP afirmou que continuará realizando vistorias sanitárias.



A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) disseram que, ontem, de 762 peritos médicos federais que deveriam ter retornado ao atendimento presencial nas agências, 477 compareceram aos postos. Os atendimentos ocorreram em 202 agências no país. A pasta informou ainda que os peritos que não comparecerem ao trabalho serão notificados para apresentar justificativa, sob pena de desconto do dia não trabalhado.

A ANMP, porém, recomenda que os profissionais lotados nas agências consideradas inaptas deverão permanecer em trabalho remoto até a liberação sanitária das mesmas, assim como aqueles lotados em agências ainda não vistoriadas e em agências que o INSS ainda não abriu por conta própria. As agências liberadas pela entidade podem ser conferidas no site da ANMP.

Em nota, o INSS disse que, de acordo com decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), estão chanceladas as inspeções feitas nas agências e salas de perícia pelos técnicos e engenheiros do órgão. A Justiça deu ganho de causa para o instituto, no recurso apresentado pelo órgão contra a ação movida pela ANMP, determinando que os profissionais retomem o atendimento presencial.

Fonte: Extra - Globo



GALERIA