CASO JOAQUIM SERÁ JULGADO EM JUNHO

Guilherme Longo, acusado de matar o menino Joaquim vai a juri popular



De acordo com dados do site G1, a justiça marcou para 14 de junho o início do júri popular de Guilherme Raymo Longo,acusado de matar o enteado Joaquim Ponte Marques, de 3 anos em Ribeirão Preto em novembro de 2013.

 

“De acordo com a decisão, a previsão é de que, devido à complexidade da causa, o julgamento, com início previsto para as 10h, se estenda por até duas semanas, até 26 de junho”.

 

Em função da pandemia do novo coronavírus, o réu participará por meio de videoconferência de dentro da penitenciária.

Advogado da defesa de Guilherme Longo, Antônio Carlos de Oliveira informou que discorda da ausência do acusado no plenário e que irá recorrer da decisão.



 PUBLICIDADE



Depoimentos de testemunhas também serão exibidos em vídeo. No salão do júri não será autorizada a entrada de plateia. Somente poderão estar presentes:

 

·        - a juíza

·         - o promotor de Justiça

·         - o advogado

·         - sete sorteados entre os 25 jurados a serem convocados

·         - dois escreventes

·         - dois oficiais de Justiça

 

 

O padrasto do menino está preso na Penitenciária de Tremembé (SP) desde 2018,após ser detido pela Polícia Internacional (Interpol e extraditado da Espanha. Ele havia fugido para o país europeu em 2016, depois de obter um habeas corpus.

Ele responde por homicídio triplamente qualificado por motivo fútil, meio cruel e recurso que impossibilitou defesa, além de ocultação de cadáver.



ÚLTIMA EDIÇÃO

GALERIA