RESUMO DO FIM DE SEMANA

De festa clandestina a prisão de principal suspeito de matar namorada, um breve resumo das notícias mais comentadas no fim de semana



RESUMO DO FIM DE SEMANA

FESTA CLANDESTINA EM SÃO JOAQUIM DA BARRA

Em seu jornal diário a EPTV exibiu uma reportagem sobre uma “festa clandestina” que teria ocorrido em São Joaquim da Barra na madrugada entre sexta-feira e sábado.


A reportagem foi baseada em um vídeo que a emissora recebeu, e mostra jovens dançando em um ambiente fechado e com pouca luz, todos sem máscaras. Na reportagem, é dito que a festa teria acontecido na zona rural da cidade, porém não identificaram dono e nem onde precisamente.


Ainda, de acordo com a reportagem, a Polícia Militar não recebeu nenhuma denúncia da festa e nem a prefeitura emitiu alvará para a realização de festas na cidade.

Segundo a emissora, o vídeo foi enviado por morador da cidade que não quis se identificar e a balada aconteceu das 23h às 5h. Informaram ainda que os organizadores divulgaram o local horas antes do evento.

Isso ocorreu no primeiro dia do toque de restrições na circulação de moradores em todo o estado.


(Continua após a publicidade)



VACINAS NA REGIÃO

Franca e Morro Agudo já anunciaram o recebimento das vacinas AstraZeneca de Oxford nesta sexta-feira. De acordo com a Secretaria de Saúde de Franca, o município recebeu um lote com 3.310 doses da vacina, sendo que 3.106 delas foram aplicadas no sábado, em pessoas com 80 anos ou mais, incluindo os idosos com 85 anos, que aguardavam pela primeira dose do imunizante, que acabou há dias na cidade. Já a cidade de Morro Agudo informou que recebeu 210 doses, que devem ser aplicadas nos próximos dias.

As vacinas foram enviadas pelo Estado na última semana. A diretoria regional de Saúde de Franca recebeu 7 mil doses que seriam distribuídas pelas cidades que compõem a região de Franca, inclusive São Joaquim da Barra.

As outras cidades ainda não informaram o recebimento destas vacinas.

 

AULAS PRESENCIAIS

Foram adiadas as aulas presenciais em escolas municipais de São Joaquim da Barra, que teriam início nesta segunda-feira (01).

O adiamento ocorreu depois que a vereadora Vera Flores protocolou requerimento pedindo mais prazo para o retorno presencial, uma vez que as escolas não contam com funcionários para limpeza e nem todos os EPIs para os funcionários.

A administração municipal acatou o pedido da vereadora e o prazo para o retorno presencial será dia 29 de março. Por enquanto as aulas ocorrerão de forma remota, como no ano passado. 

Aulas estaduais foram mantidas. Nesta segunda-feira, alunos retornam de forma presencial divididos em grupos, revezados semanalmente. Nos demais dias em que não estiverem na escola, o ensino ocorre de forma remota, como no ano passado. De acordo com protocolo, a temperatura de cada aluno deve ser aferida ao adentrar a escola. Alunos também deverão levar a própria garrafinha de água, manter distanciamento de um metro de cada um, além do álcool em gel e da máscara.


CASO DE POLÍCIA

De acordo com informações do setor de comunicação da Policia Civil de São Joaquim da Barra foi preso o suspeito de matar a namorada em novembro de 2020. 

E.H.R, 30 anos, foi indiciado por latrocínio (roubo seguido de morte) e sua prisão temporária foi decretada pela Justiça. O indiciado está preso à disposição da Justiça e pode receber pena de 20 a 30 anos, se condenado.

Relembre: No dia 15 de novembro de 2020, J.A.S, 33 anos, mãe de dois filhos, foi encontrada morta no interior de sua residência no bairro Santa Terezinha em São Joaquim da Barra. O corpo já estava em processo de decomposição, apresentando sinais de que tinha sido morta na noite de 13 de novembro ou na madrugada do dia 14.

Ela foi encontrada pela filha de 14 anos, que não tinha notícia da mãe há três dias. A residência estava toda revirada, tinha objetos quebrados e roupas espalhadas por todos os cômodos, indicando que tinha ocorrido uma briga.no local. Fotografias da vítima estavam rasgadas no quarto e alguns objetos foram subtraídos da casa.

A Polícia Civil foi acionada e as investigações foram iniciadas. No dia seguinte a equipe de investigação identificou o namorado da vítima: E.H.R., 30 anos, principal suspeito. Ele foi encontrado e na sua posse foram apreendidas peças de roupas, objetos pessoais, cartão de banco e outros objetos pertencentes à vítima. Nenhuma outra pessoa teve contato ou entrou à residência da vítima além do suspeito. 




ÚLTIMA EDIÇÃO

GALERIA