MAIS UMA CHANCE DE ENVIAR SEU NOME A MARTE EM MISSÃO DA NASA

Missão Mars 2020 foi lançada ontem, levando chips com nomes da população, mas há chance de se inscrever para a próxima missão, em 2026



A missão Mars 2020 foi lançada ontem, dia 30 de julho, rumo ao Planeta Vermelho, levando consigo o rover Perseverance, que buscará bioassinaturas por lá, e o helicóptero Ingenuity, que testará novas tecnologias da NASA. 

No ano passado, a agência espacial dos EUA permitiu que a população mundial inscrevesse seus nomes para serem levados junto ao lançamento do Perseverance e, agora, a NASA abre essa possibilidade mais uma vez — contudo, os novos nomes serão levados a Marte em uma missão futura que acontecerá em 2026. 

Para garantir que seu nome também seja levado ao Planeta Vermelho, basta acessar o site da campanha Send Your Name to Mars ("Envie seu nome a Marte", na tradução literal) e clicar em "Sign Up" na primeira opção. Após, é só preencher os dados solicitados, incluindo nome, sobrenome, seu país de origem, código postal (no nosso caso do Brasil, o CEP) e seu e-mail para o cadastro. Feito tudo isso, basta clicar no botão "Send my name to Mars" para já receber o seu ticket.



MARS 2020

O robô Perseverance, da Nasa, partiu da Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, na Flórida, às 8h50 da manhã desta quinta-feira(30), rumo a Marte, em busca de vida em um local que já foi um lago há bilhões de anos. A previsão de pouso no Planeta Vermelho é em 18 de fevereiro do ano que vem.

O robô Perseverance carrega instrumentos para, além de coletar amostras, observar a geologia e transformar dióxido de carbono em oxigênio para viabilizar uma missão com humanos no planeta.

Junto a ele, a Nasa adicionou uma placa de alumínio contendo três chips de silício com os nomes de quase 11 milhões de pessoas (10.932.295, para sermos exatos) que participaram da ação “Send your name to Mars” (Envie seu nome para Marte), entre maio e setembro do ano passado.

Os nomes, que não podem ser vistos a olho nu, foram gravados usando um canhão de elétrons. Além dos nomes, eles contém 155 redações de participantes do concurso que deu nome ao rover. A placa tem uma ilustração da Terra e de Marte ao redor do Sol, que lembra uma ilustração similar do sistema solar a bordo das sondas Voyager.

 Fontes: Brazilian Space / Olhar Digital / G1


GALERIA