BOLETIM ECONÔMICO ACE - ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR AMPLO (IPCA)

A inflação de outubro ficou em 0,86%, a maior para o mês desde 2002



A ACE de São Joaquim da Barra divulgou o boletim econômico com os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo. Confira:

 IPCA - INFLAÇÃO  - 6 DE NOVEMBRO DE 2020

A inflação de outubro ficou em 0,86%, a maior para o mês desde 2002.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de outubro subiu 0,86%, ficando 0,22 ponto percentual (p. p.) acima dos 0,64% de setembro. Esse é o maior resultado para um mês de outubro desde 2002 (1,31%). No ano, o indicador acumula alta de 2,22% e, em 12 meses, de 3,92%.
 


A alta no preço dos alimentos e das passagens aéreas pressionou a inflação de outubro, que acelerou para 0,86%, acima da taxa registrada em setembro (0,64%). Esse é o maior resultado para um mês de outubro desde 2002, quando o indicador foi de 1,31%.

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, oito apresentaram alta em outubro. A maior variação (1,93%) e o maior impacto (0,39 p.p.) no índice do mês vieram do grupo Alimentação e bebidas, que desacelerou em relação a setembro (2,28%). Houve altas em outros sete grupos. O segundo maior impacto (0,24 p.p.) veio dos Transportes (1,19%), enquanto a segunda maior variação veio dos Artigos de residência (1,53%), que contribuíram com 0,06 p.p. no resultado geral. Outro destaque no lado das altas foi o grupo Vestuário (1,11%), que acelerou frente a setembro (0,37%). Os demais grupos ficaram entre a queda de 0,04% em Educação e a alta de 0,36% em Habitação.

A alta dos preços foi generalizada em todas as 16 regiões pesquisadas pelo IBGE. O maior resultado ficou com o município de Rio Branco (1,37%), devido às carnes (9,24%) e ao arroz (15,44%). Já o menor índice ficou com a região metropolitana de Salvador (0,45%), influenciado pela queda nos preços da gasolina (-2,32%).



GALERIA