BOLETIM ECONÔMICO ACE - PESQUISA MENSAL DO COMÉRCIO (PMC), LEVANTAMENTO SISTEMÁTICO DA PRODUÇÃO AGRÍCOLA (LSPA) E PROJEÇÃO DA SAFRA DE GRÃOS

A projeção da safra de grãos para 2020/21, crescerá 4,6% na comparação com 2019/20



A Associação Comercial Empresarial de São Joaquim da Barra divulgou o boletim econômico com os dados do IBGE sobre a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) e do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) e da Projeção da Safra de Grãos da Conab.

 

 CONAB - LEVANTAMENTO DA SAFRA DE GRÃOS - SAFRA 2020/21 – NOVEMBRO/20

Segundo os dados da CONAB, a projeção da safra de grãos para 2020/21, crescerá 4,6% na comparação com 2019/20, passando de 257,1 mi/tons. para 268,9 mi/tons, novo recorde na produção de grãos do país.

A área plantada crescerá 1,8%, aumentando de 65,9 mi/ha para 67,1 mi/ha.

A produção de soja, milho, arroz e feijão responderá por 94,4% da produção total de grãos e de 91,4% da área plantada.

Para a safra de 2020/21, a produção de soja crescerá 8,1% e a do milho 2,3% e com diminuição a de arroz com queda de 2% e a do feijão com 3,7%.

CONAB - UNIDADES DA FEDERAÇÃO - SAFRA 2020/21 – NOVEMBRO/20

O Mato Grosso é o maior produtor de grãos do país, respondendo por 28,1% da produção nacional (75,4 mi/tons), líder na produção de soja, milho e algodão. 

O Rio Grande do Sul lidera com 70% a produção de arroz e o Paraná com 48,5% de trigo da safra 2019/2020.

O Mato Grosso lidera a produção de grãos com 28,1%, seguido do Paraná com 15%, do Rio Grande do Sul com 13,6%, de Goiás com 10,2%, do Mato Grosso do Sul com 8,2%, de Minas Gerais com 5,8%, da Bahia com 3,7%, de São Paulo com 3,6% e de Santa Catarina com 2,5%



 

 

 VENDAS NO COMÉRCIO - 11 DE NOVEMBRO DE 2020

As vendas no comércio cresceram 0,6% em setembro, a quinta alta seguida.

Em setembro, o volume de vendas no varejo subiu 0,6% em relação a agosto e segue trajetória ascendente desde maio de 2020, após o momento de maior queda devido à pandemia de Covid-19. Foi a quinta taxa positiva consecutiva desde maio e apesar da trajetória de crescimento, indica uma desaceleração frente às altas dos meses anteriores.

Em relação a setembro de 2019, o comércio cresceu 7,3%, no acumulado do ano, registra estabilidade (0,0%). Já o acumulado nos últimos 12 meses aumentou 0,9%.

Entre as oito atividades pesquisadas, cinco tiveram taxas positivas na comparação com agosto: Livros, jornais, revistas e artigos de papelaria (8,9%); Combustíveis e lubrificantes (3,1%); Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (2,1%); Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (1,1%) e Móveis e eletrodomésticos (1,0%).

Por outro lado, pressionando negativamente, figuraram três setores: Tecidos, vestuário e calçados (-2,4%); Outros artigos de uso pessoal e doméstico (-0,6%); e Hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0.4%).

O comércio varejista ampliado cresceu 1,2% em relação a agosto, frente a setembro de 2019, cresceu 7,4%, terceira taxa positiva consecutiva. A variação acumulada no ano recuou 3,6%. O indicador dos últimos doze meses, ao passar de -1,7% até agosto para -1,4% até setembro, mostra redução na intensidade de perda pelo terceiro mês consecutivo.

 

 

 IBGE - LEVANTAMENTO SISTEMÁTICO DA PRODUÇÃO AGRÍCOLA - SAFRA 2020 – OUTUBRO/20

A projeção da produção de grãos para 2020, apresenta crescimento de 4,4% na comparação com o ano de 2019, passando de 241,5 mi/tons. para 252 mi/tons. novo recorde histórico.

A área plantada apresentou crescimento de 3% e a colhida de 3,3% em relação a 2019.

A produção de soja, milho e arroz respondem por 92,6% da produção total de grãos e de 87% das áreas plantadas e colhidas.

Para a safra de 2020, a produção de soja apresenta crescimento de 7,1%, a de arroz de 7,8% e o milho de 0,3%.

 

IBGE – LSPA DO ESTADO DE SÃO PAULO - SAFRA 2020 – OUTUBRO/2020

O estado de São Paulo ocupa a 8ª posição nacional na produção de grãos e para 2020 apresenta crescimento de 5,9% na comparação com o ano de 2019, passando de 9,225 mi/tons para 9,769 mi/tons.

Os principais produtos com variações foram a soja com crescimento 31,2%, passando de 3,0 mi/tons para 4,0 mi/tons e o milho com queda de 10%, passando de 4,8 mi/tons para 4,3 mi/tons.

Apesar de não ser grão, a cana-de-açúcar tem uma participação grande no estado, a área plantada cresceu 1,4%, passando de 5,051 mi/ha para 5,122 mi/ha e a produção 3,1%, passando de 341,8 mi/tons para 352,3 mi/tons.

A cana-de-açúcar ocupa 61,9% da área plantada no estado em 2020.

 

IBGE - LSPA - UNIDADES DA FEDERAÇÃO - SAFRA 2020 – OUTUBRO/20

O Mato Grosso é o maior produtor de grãos do país, responde por 28,9% da produção nacional (72,8 mi/tons), líder na produção de soja, milho e algodão.

O Rio Grande do Sul lidera a produção de arroz com 70,3% e o Paraná a de trigo com 48,8%.

O Mato Grosso lidera a produção nacional de grãos com 28,9%, seguido do Paraná com 16%, do Rio Grande do Sul com 10,5%, de Goiás com 10,3%, do Mato Grosso do Sul com 8%, de Minas Gerais com 6,3%, da Bahia e São Paulo com 3,9% e de Santa Catarina com 2,6%.



GALERIA